quinta-feira, 31 de março de 2011

Campo Minado


É, meu coração é um campo minado. Sempre aconselho os que se aproximam dele a terem cuidado onde pisam. E estes dias, conectando migalhas de uma conversa com outra, me vi diante de uma realidade bem dura: Tem gente que gosta de sofrer. E este post é pra gente refletir acerca disto. (Tenho amigos que não pensam antes de falar ou fazer coisas, assim acabam se dando mal, mal de verdade)

Pensa comigo. Eu quero ser feliz, você quer ser feliz, até seu chefe presunçoso quer ser feliz. Aí entra o questionamento: Por que, ó grande criatura, vinculas tua felicidade aos outros? Se você não for capaz de amar-se a si mesmo, como, por piedade divina, vai conseguir amar alguém? 

Você pode e deve ser feliz sem precisar da aprovação do seu pai ou da sua mãe, pode ser feliz sem ter o melhor emprego do  mundo, andando de ônibus ou pegando chuva,  sendo largado na porta da igreja no dia que você pensou que fosse casar. 

Se você não passou no concurso pra promotor, que mal há nisso? Por acaso você só será feliz sendo promotor(a)? Não existe professor feliz? Gari feliz? Médico feliz? E o contrário também não é verídico? Quanta gente no mundo é infeliz e ocupa exatamente a posição que você anseia?

É nessas horas que eu paro e penso: somos tão superficiais, nos apegamos a títulos, cargos, rótulos (que em alguns casos são necessários, mas não devem ser nosso norte). Somos todos iguais. Não há um melhor ou pior. Então pare com a auto-piedade, evite desgostos. Aceite os dons que Deus já te deu gratuitamente.

Você tem casa? Emprego? Família? Amigos? Não? Mas está vivo não está? LUTE! CONQUISTE! SUPERE TUDO ISSO! Até no dicionário a dor vem antes do sucesso. Então pare de se lamentar e encontre motivos pra sorrir.

Sorria, mesmo que isto te doa a alma. Não dê a ninguém o prazer de saber que está te fazendo sofrer. Talvez você consiga uma boa noite de sono. 

2 comentários:

Sarah Caroline disse...

Não tem mais nem o que comentar.
Tudo se resume na última linha.: Sorria, mesmo que isto te doa a alma. Não dê a ninguém o prazer de saber que está te fazendo sofrer. Talvez você consiga uma boa noite de sono.

Nada motiva mais o ser humano do que a dor.
Isso é fato!
Ótimo post.Parabéns!

p.s.: diabo de peixes que não ficam saciados nunca!

Daniel Ribeiro disse...

Sarinha, obrigado pelas palavras. Os peixinhos são gulosos nunca param de comer... Volte sempre para alimentá-los. E talvez você saia com alimento para a alma.