quarta-feira, 4 de maio de 2011

Dança Comigo?


(Leia em voz alta)

Cada partícula do meu corpo exala teu cheiro... Não sei mais quem sou eu...

Corpos misturados, delicados, ouço tua voz trêmula...

Nada me impede, você não me condena!

Umedeço meus lábios com teu mel, deslizo meu corpo sobre o céu...

Descubro as suas cócegas, suas amarras, seus "nãos", suas mãos...

É um conforto descontente: diferente, paladar, aroma, gritar.

Sua inocência perdida instantes antes não te impede de pulsar amor

Sua boca voraz me morde como um raio ataca a flor

Ah! Adoro isso. O olhar sedutor que me busca sem pavor

O medo de ser pego em pleno ato, desapego e falsa dor

Canto o delírio do cego que afirma ter visto uma luz

Busco em teus seios a chave para o cristal que só reluz

Esta pele arrepiada, este suspiro abafado... Morte...

Um menino sorridente chutando pedrinhas... Sorte!

Amar não é pecado! Pudor não é sagrado.

Suas pernas se movimentam como numa dança...

Em teus braços eu volto a ser criança:

Abocanho teus seios, mordo teus dedos e te lambuzo

Escorrego pra dentro de ti... liso... profundo, ardente...

Suas mãos procuram algo pra tocar: minhas costas arranhar...

Nossas vozes não são mais as mesmas, sussurros a cantar

Um instante de silêncio... (pausa para respirar)

Deitada em meu peito, me pergunta se tudo é real

Nada é real, na vida de quem ama tudo é sonho!

Seu olhar já me diz novamente: te quero. Idem.

Bocas se grudam como imãs, pernas se laçam como cordas

Uma nova dança começa, dois pra lá - dois pra cá...

Prazer, medo, olhares, apertos, sorrisos, gritos, gemidos...

Uma valsa banhada a vinho: já rasgou-se o colarinho!

Ah se tudo isso fosse real... Se o sonho não fosse sonho...

Espaço, descalço, derramado em teus braços como chuva...

Busco água em tua boca louca, pergunto com voz rouca:

Onde estamos?

Nus, embaixo das estrelas, contemplando o mar,

Ouvindo o vento forte e uma louca sereia cantar...

18 comentários:

jacque disse...

wow!!!

Rayssa Natani disse...

Que romandigo!

Daniel Ribeiro disse...

Obrigado meninas!!!

Tati Cabral disse...

Espetacular, singelo, romantico, erótico sem ser vulgar! Amei!!!! lol

Elkar Portela disse...

Uauu.. que sedutor. Adorei.. Nossa, parabéns.. :*

Daniel Ribeiro disse...

Obrigado Magrela ^^ "Erótico sem ser vulgar" Gostei disso ^^

Daniel Ribeiro disse...

Elkar, minha amiga palmeirense linda! Obrigado pelas palavras! Sua visita muito me honra! Volte sempre a casa é sua!

Anônimo disse...

lindoooo amooo lê essas suas poesias!! ana lentz

Mayara Delfino disse...

Respondendo a sua pergunta: Danço rs

Espetacular..Adorooo esse seu romantismo..Se tivessemos mais pessoas no mundo românticas q nem vc, com certeza esse mundo seria muitoo melhor..

Mtooo bom seu post.. Adorei =)

Bjooos =**

Daniel Ribeiro disse...

^^ May, obrigado pelas doces palavras, a casa é sua! Volte sempre! Muito me alegra sua presença...

Isabel Freitas disse...

Que lhindo!!! Fiquei um tempo flutuando com esse poema. Ele é perfeito.

Daniel Ribeiro disse...

Que bom que você gostou Bebel... Sabe... sou apenas um menino feliz chutando pedrinhas... =*****

Ana Paula Pinheiro =) disse...

adoooooooooorei, de todos esse aqui é o mais profundo! Ficou lindo! =*

Fernanda Ramalho disse...

Esse é o meu garoto!!
Lindo e profuno!!!

Fernanda Ramalho disse...

Esse é o meu garoto!!
Lindo e profuno!!!

Naatth :D disse...

Muito lindo *-*

Karine Sousa disse...

é uma mistura d sexy,com profano,romantico,sonhador,inocente, companheiro, passa seguranca uma voracidade misturada com uma seducao leve. sei la cara eu senti varias coisas ao msm tempo quando li seu texto, muito bom msm adorei ^^ foi um prazer ler um pensamento tao cheio d vigor e explicacao no meio d palavras soltas com muito nexo ao msm tempo sem nexo nenhum.;D bom eu ameeei =)

thali* disse...

Droga! Que loucura, quanta sedução. Amor ou paixão?

#Parabéns, muito bom. :)