terça-feira, 3 de maio de 2011

Quais São as Tuas Armas?


Eu analiso o comportamento humano há alguns anos. Vou dividir um pouco da minha história com vocês: comecei a trabalhar com consultoria empresarial aos 17 anos, ministrando treinamento e consultoria. Ao longo desses nove anos que atuei neste campo vi muitas coisas, aprendi bastante e descobri que cada um de nós possui armas... intelectuais, físicas, psicológicas, sentimentais e que cada pessoa distinta usa suas armas de maneira diferente.

Então, madrugueiros e madrugueiras venho questionar-lhes: Quais são tuas armas? Até que ponto você as tem usado? Tens feito bom proveito delas? Elas estão enferrujadas, sujas, quebradas ou em perfeito estado?

Talvez até agora você não saiba do que eu estou falando, mas isso vai mudar em breve: Nossas armas são as nossas atitudes! Algumas pessoas possuem comportamentos específicos que as diferenciam das demais. Estas são as suas armas: inteligência, beleza, honestidade, sinceridade, lealdade, disciplina, humildade, compromisso e tantas outras virtudes que você possa imaginar. Sim, nossas armas são as nossas virtudes! Mas não eram as nossas atitudes? E não deixaram de ser! Reflita comigo: Uma pessoa inteligente, que não estuda e não busca se aperfeiçoar em nada, será deixada para trás pela sociedade, correto? Sim! Ela tem a virtude, mas lhe falta a atitude. Para que possuamos as armas é necessário que tenhamos virtude e atitude.

De nada adianta você trabalhar o mês inteiro, se matar no trabalho, aturar abusos de toda sorte e ao receber seu salário você o pegar e literalmente tocar fogo nele. Quem seria tão louco a este ponto? Acredite, tem gente fazendo isso neste exato momento, pode ser eu e pode ser você... Usar as nossas armas e desperdiçar os benefícios que elas nos trazem é como tocar fogo no salário. Se você conquistou a confiança de alguém este é o seu salário, trair a confiança desta pessoa é tocar fogo nele...

Não podemos deixar tudo aquilo que conquistamos virar pó! Lembra do seu primeiro dia de aula na faculdade? Aquela empolgação por estar ali? E hoje? Continua a mesma coisa? E seu relacionamento? Onde anda aquele fogo? Foi difícil conseguir o atual emprego? E por que tens trabalhado com tanta falta de vontade? Quantas perguntas hein! Consegue enxergar como tens usado mal as tuas armas? Ou ainda, como você poderia usar melhor as mesmas?

Sim, de fato, cada um de nós pode usar melhor nossas armas, virtudes e atitudes! Estamos no mês de maio e a quantas andam os planos e promessas que foram feitas no ano novo? Será que não é hora de usar as armas para tirar aquele projeto do papel? Pense nisso.

Aprender a identificar as nossas armas é a mais árdua e complicada das tarefas, mas eu estou aqui pra ajudar: Observe as pessoas que te cercam, todas elas. Identifique quem são as pessoas que você considera de sucesso e as de pouco ou nenhum sucesso; e tente entender o porquê delas estarem em grupos distintos. Feito isso, você terá um parâmetro para identificar as armas que a pessoa de sucesso usa (ou usou) e as armas que a pessoa de pouco sucesso não usou.

Já que agora você sabe identificar as armas, por que não identifica as suas? Observe-se a si mesmo, veja onde você está pecando consigo e com os outros e veja onde você está acertando! Minimize os erros e maximize os acertos. No trabalho, em casa, com os amigos, com a pessoa que você se relaciona (ou quer se relacionar), passe a buscar isto: Usar as Armas

Um sorriso é uma arma poderosa, desmonta a defesa de muita gente. As armas são feitas para atacar, mas também para defender. Aprenda a usar as suas para ambos. Ataque com humildade e gentileza e defenda com sorrisos e sinceridade. Use sua atitude para conquistar e abuse de suas virtudes para defender o que conquistou. Seja proativo, não fique morcegando no trabalho, nos relacionamentos e no trânsito. Tenha foco!

Se suas armas estão sujas ou enferrujadas, este é um bom momento para você dar um trato nelas...

E se você não sabe quais são as suas armas, leia este texto mais vezes e converse com alguém sobre ele... 

10 comentários:

Priscila Guimarães disse...

Já pensou em escrever um livro de auto-ajuda? rs'

Muitas vezes a gente vai perdendo algumas "atitudes" no meio caminho... eu mesma me considero uma dessas pessoas, e o pior é que eu tenho ciência disso.

Li algumas linhas aqui, e deu vontade de abaixar a cabeça envergonhada, como quando aprontava na minha infância... rs' Envergonhada por perder oportunidades, e chances que eu tanto esperava.

Mas cá estou eu,por acaso ou não... enfim... é um daqueles textos que chegou no momento certo :)

Parabéns!

Daniel Ribeiro disse...

Sabe Piscila, nunca me passou isso pela mente... mas quem sabe um dia a gente cria coragem pra fazer isso...

Bom, eu fico muito feliz pelo seu comentário, é bom saber que algo que fizemos tocou o coração das pessoas...

Volte sempre, a casa é sua...

E muito obrigado por palavras tão doces... Me fizeram curvar a cabeça também...

Carol Santiago disse...

Q mais bela reflexão vc me fez ter!!!

Preciso valorizar as armas q tenho e usá-las!!!

Parabéns como sempreeee!!!

=))))))

Daniel Ribeiro disse...

=) Carol... refletir é uma das nossas armas... e vc já está usando...

Valorize o q vc tem de bom e tente superar aquilo q vc considera uma falha...

Raphael Dimitri disse...

Palavras sempre sábias...
Abraço do seu fã!

Daniel Ribeiro disse...

Eu que sou seu fã! Agradeço a presença!

Izau Melo † disse...

rapaz eu to viciando nesse teu blog, é gostoso de ler, cada dia uma coisa diferente e eu me identifiquei demais com esses texto, pareceu um scaner de mim... fiquei refletindo agora sobre as minhas armas, creio que até as uso, mas da forma errada!!!

jacque disse...

Tirando o meu amigo Izau, todas as suas leitoras ou pelo menos as comentaristas são mulheres?

Daniel Ribeiro disse...

Não Jacque... tem homens que comentam também (além do Izaú)

Agradeço a presença... volte sempre... espero que goste do que vai achar por aqui...

Daniel Ribeiro disse...

Meu amigo Izaú... que papo bom esta noite! Obrigado por dividir lições e textos magníficos comigo... Esta parceria ainda vai nos render muito! Obrigado por permitir ao humilde madrugadinha um espaço em tua leitura diária...

para mim é uma honra ter alguém tão talentoso lendo o que eu escrevo

Obrigado!