quinta-feira, 14 de abril de 2011

O Que é Sinceridade?

 
Hoje recebi uma ligação de uma amiga pra tratar de assuntos profissionais. Ela estava indo buscar uma de suas duas filhas na aula e durante o trajeto me ligou para receber maiores informações sobre um cliente em potencial que eu havia dito pra ela mais cedo. No meio do diálogo falamos sobre feedback e de como as crianças são excelentes nisso. Então, eu disse-lhe: você acaba de me dar uma inspiração para o texto desta noite do Madrugada...

E aqui estou eu, deitado no conforto do meu lar, ouvindo uma boa música, apreciando o universo e toda criação Divina e ao mesmo tempo escrevendo este texto especialmente para todos que esqueceram como é bom ser criança. Isso mesmo, você cresceu, virou um adulto chato, cheio de manias, de regras. Cheio de moralismo e provavelmente com alguma hipocrisia estampada no seu sorriso forçado.

Talvez você não lembre de como é bom ser criança. Eu sou criança, assisto desenho animado, choro nos filmes, leio quadrinhos, jogo video-game, brinco com meus animais de estimação e também com minhas irmãs e primos. Sim, eu sou adulto, trabalho, tenho contas a pagar, horários pra cumprir, metas a alcançar, prazos pra executar, cargos em instituições sérias, compromissos com minha classe, trabalhos sociais e afins. Por mais contraditório que pareça, os dois seres distintos aí em cima são a mesma pessoa: Eu.

Agora te pergunto: Por que você esqueceu a criança que você foi um dia? Será que você foi contaminado pelo vírus dos adultos chatos que só sabem reclamar do governo, falar mal da amiga, criticar o trabalho do colega e fazer pouco do carro do vizinho? Será que esta atitude seria aprovada pela criança que você foi um dia? Será que você-criança sentiria orgulho de você-adulto

Algumas pessoas ainda não chegaram nesta parte do texto refletindo sobre a última pergunta. Então madrugueiro, você que já refletiu sobre a última pergunta, o que será que te falta? Eu aprendo muito com as crianças e sou antipatizado por algumas pessoas exatamente por apresentar um comportamento infantil às vezes, mas não ligo pra isso. Vou continuar sendo sincero, apresentando minha opinião, rindo quando não pode rir e dando de ombros pra muita chatice do mundo. Ser adulto é muito chato.

Sou sincero, não me esquivo dos meus sentimentos, de dar minha opinião, sou criança. Pergunte a qualquer criança se ela gosta de determinada coisa, se ela gostar, dirá que sim, toda empolgada e com os olhos brilhando, se ela não gostar é provável que ela nem responda e feche a cara, numa atitude de total reprovação ao assunto em questão. Seja criança! Viva seus sentimentos de maneira sincera, sem medo de represálias, encare o mundo com alegria e se você não gosta de algo, pra que mentir e dizer que gosta?

Ser um adulto chato e intolerante é bem pior do que ser uma criança sem sonhos... Então, lembre do seu lado criança, ande de bicicleta, assista desenho animado, leia gibi, faça bolinhas de papel pra jogar no colega de trabalho e diga que não foi você (mesmo tendo só vocês dois na sala), eu sei que você está sorrindo agora... é este sentimento que deve te acompanhar... Não leve a vida tão a sério, um pouco de jovialidade e humor melhoram tudo.

Seja clianxa! Ser clianxa é munito! 

11 comentários:

Carol Santiago disse...

Mais uma vez adorei seu post!! Parabéns...!! Sabes passar bem a realidade da vida de uma forma totalmente diferente e nos faz enxergar o lado bom das coisas!! Quem n é criança n sabe o q é ser feliz!! =)

Daniel Ribeiro disse...

Ô Carol, obrigado por tanta gentileza, fico até sem jeito pra agradecer pq eu tento apenas me expressar, de forma simples e que todos possam entender o que eu digo...

Bebel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Ribeiro disse...

Ahh Bebel... me fez sorrir com suas palavras... agradeço o carinho, és especial, sabe disso muito bem.

Beijo no coração!

Lhinda!

Bebel disse...

Dan ler seu
blog é uma mistura de
expectativa (boa) com ansiedade,
sempre tem algumas frases
que marcam meu dia...
Obrigada por vc esta bem aí, ou melhor,
bem aqui,
sempre lembro daquele jovem que
passava na frente de casa com
aquela mochila e uma blusa
grande por cima da farda... Bons tempos! Lhindo lhindo lhindo

Guilherme (Guidão) ;) disse...

posso até ser clianxa, mas se me chamar de miguxo o bicho pega... TUDO TEM LIMITE!!! mas concordo contigo e faço mto isso também, de difícil basta a vida e arrancar um sorriso é muito fácil do que imaginamos, e aí ja tentou fazer alguém sorrir hj??? valeu Daniel ótimo texto e excelente reflexão!!!

andressa_chaim disse...

Parabéns pelo texto, passou bem a mensagem!

Daniel Ribeiro disse...

Vlw Guidão, vc é brother, tá no coração! Obrigado mesmo pelas palavras =)

Daniel Ribeiro disse...

Obrigado Andressa... =)

Tati Cabral disse...

Adorei e nem preciso dizer q amo e adoro teus textos, alegram meu dia!
Como tu!

Beijos, te adolo!

Daniel Ribeiro disse...

Obrigado magrela =) Gentileza sua... sabes tbm q és especial.

Bjs!